JOANA LOURENÇO

JOANA LOURENÇO
Assistente da Direção

Licenciada em Teatro pela Universidade de Évora, frequência do Curso de Estudos Teatrais, ramo Vocacional; contactou com professores como Sara Belo, Tiago Faria, Tiago Porteiro, Berta Teixeira, Christine Zürbach, José Alberto Ferreira, Carlos Alberto Machado, Nuno Nabais, Laureano Carreira, Rosário Gonzaga, Luísa Rodenas, Lucília Valente, entre outros.

Formações a destacar:

Formação em Teatro de Intervenção Comunitária - Teatro Fórum, promovido pela Ditirambus.

Workshop de Teatro no Clube Estefânia, dinamizado por Susana Alves, que proporcionou sessão com o convidado António Feio.

Laboratório de Escrita Dramática, com a orientação de Carlos Alberto Machado, organizado pelo CEPIA – Centro de Estudos Performativos i Artísticos.

Workshop de “Iniciação Teatral”, dirigido por Dmitry Bogomolov, na Act – Escola de Atores.

Workshop de Teatro “Um Método Para o Ator”, ministrado por Onivaldo Dutra e Marco Mascarenhas, na Associação Cultural de Pesquisa Teatral - Ditirambus.

Seminários integrados na formação académica: “Stanislavski – o trabalho do ator sobre si mesmo”; Técnica da Máscara de Commedia dell´Arte; Dramaterapia e Psicodrama; Marionetas; Cenografia; Canto/Voz; Cante Alentejano; Iluminação.

Experiência profissional:

Professora da área de Teatro de cursos profissionais e do ensino básico.
Dinamizadora do Atelier Infantil promovido pela Ditirambus, na Quinta do Lavrado, desde 2009; até 2010, foi colaboradora no Fórum Sénior, desenvolvido pela Ditirambus no Centro de Dia de S. João de Deus.
Desde 2001, o seu percurso envolve o trabalho com crianças.
A colaborar com a Ditirambus desde 2002, principalmente como atriz, nas temporadas e digressões das peças:
O FRIO QUE FAZ NA CAMA de António Manuel Revez, encenação de Marco Mascarenhas – Ditirambus – digressão por: Caldas da Rainha, IPJ, Pinhal Novo, Auditório Carlos Paredes e Vila Nova de Gaia.
ASSIM QUE PASSEM CINCO ANOS de Garcia Lorca, encenação de Onivaldo Dutra – Teatro Ibérico.
AS TRACINHAS DANÇARINAS escrito e encenado por Célia Figueira ¬– Teatro Ibérico
PANCAKES SHOW autoria e encenação de Célia Figueira – Teatro Ibérico e Moita.
RACISTA, EU?! encenado por Onivaldo Dutra; Ditirambus – Teatro Ibérico e Palmela.
O REI ESTÁ A MORRER de Eugène Ionesco, encenação de Marco Mascarenhas – Teatro Ibérico.
NA BOCA DA NOITE de Onivaldo Dutra; Ditirambus - Auditório Carlos Paredes, Benfica.
A BOCA DA NOITE MASTIGOU O MEU COWBOY de Onivaldo Dutra; Ditirambus – Teatro Ibérico.
UM DIA NA VIDA DE UMA CRIANÇA de Onivaldo Dutra; Ditirambus - Espaço Monsanto, Auditório Carlos Paredes – Benfica, Teatro Ibérico e escolas.
CHUVA DE CORES de Onivaldo Dutra - Museu da Cidade, reposição no Teatro Ibérico e Auditório e digressões por Caldas da Rainha, Abrantes, escolas.

Teatro universitário:

ANTÍGONA a partir de Sófocles, encenado por Tiago Rodrigues e apresentado em Manchester no MIST. AS CRIADAS de Jean Genet, dirigido por Ana Tamen.
A CASA DE BERNARDA ALBA de Garcia Lorca, com encenação de Luís Varela.
Fragmentos de Tchekhov, Molière, Marivaux; interpretação de monólogos, farsas; iniciação à técnica da máscara; manipulação dos “Bonecos de Santo Aleixo”.

Comentários

Anónimo disse…
Nota-se que esta peça é feita com muito gosto por todos e em especial pela Joana. Parabéns.
DITIRAMBUS disse…
Gratos pela sua apreciação.
Já agora, sugerimos a página oficial da peça, em http://facebook.com/ofrioquefaznacama

Saudações,

Ditirambus